Ir para o conteúdo

Descubra como reduzir a inadimplência do seu condomínio

Um dos maiores motivos de dor de cabeça dos síndicos e administradora de condomínio, a inadimplência pode prejudicar as contas e melhorias, veja como combater esse problema. 

Os condomínios tentam manter as contas em dia para pagar os custos fixos, além de realizar melhorias e manutenções na construção, assim garantindo o bem-estar dos moradores, mas um fator muito comum sempre atrapalha e pode trazer problemas para a vida financeira do condomínio: A inadimplência. Para que você não precise sofrer tanto com este problema, vamos dar algumas dicas para reduzir a inadimplência no condomínio.  

Vale lembrar que a cota condominial é a divisão das contas fixas do condomínio entre os moradores e tem como objetivo pagar os gastos comuns e variáveis que são essenciais para a manutenção. Como o condomínio não realiza venda de produtos ou serviços, para se manter é necessário o rateio do valor entre os apartamentos. Os síndicos ou administradoras realizam um balancete, geralmente anual, com os valores médios, já incluindo uma reserva financeira para algum serviço extra. Só em casos extremos os moradores são convocados para realizar o pagamento por fora da taxa condominial, por isso ela é tão importante.  

A legislação definiu que a porcentagem máxima de multa por atraso no pagamento do condomínio é de 2%. Isso facilita um pouco a inadimplência, já que esta porcentagem é bem mais baixa do que de outras contas, como o cartão de crédito, por exemplo. Então se os moradores estão passando por dificuldade e precisam escolher entre duas contas, vão deixar a taxa de condomínio para depois, mesmo sabendo que esta taxa, também irá beneficiá-lo.  

 

O primeiro passo para reduzir a inadimplência no condomínio é ter uma gestão financeira muito rígida, acompanhar e observar a arrecadação para que não falte dinheiro. Vale incluir na conta do condomínio um valor acima dos gastos fixos para que este fique como reserva, estipule uma média de 10% do valor dos gastos, esta reserva irá auxiliar a cobrir os custos dos inadimplentes e em manutenções emergenciais.  

Para auxiliar na gestão financeira talvez seja mais eficiente contratar uma empresa especializada em assessoria de cobrança. A Holder irá te auxiliar na gestão do caixa e no auxílio com os moradores inadimplentes. Além de uma gestão eficaz, a parceria com uma empresa pode trazer ideias inovadoras para reduzir a inadimplência no condomínio. Veja algumas soluções que a Holder trouxe.  

Plantão de dívidas  

Uma vez por mês alguém da administradora ou o síndico se disponibiliza a negociar com os inadimplentes, é importante que as condições de pagamento sejam discutidas previamente em assembleia, para que não haja reclamações posteriores e o síndico se responsabilize com algo que não é do escopo do cargo dele.  

Desconto de antecipação  

Para evitar que aumente os inadimplentes e incentivar as pessoas a realizarem o pagamento, o condomínio pode oferecer um desconto de até 10% para os moradores que pagarem o condomínio antecipado. Este benefício incentiva os moradores e da segurança que irá receber de forma antecipada e assim conseguir realizar os pagamentos das despesas ordinárias.  

Aviso sobre o pagamento  

Existem pessoas que não pagam o condomínio porque não tem dinheiro suficiente para todas as contas, alguns por má-fé mesmo, mas existem as pessoas que às vezes esquecem do pagamento, então o síndico pode enviar uma carta alguns dias antes do vencimento para todos os moradores, lembrando do pagamento, avisando do plantão de dívidas e da possibilidade de desconto de antecipação. Assim cria uma proximidade com os moradores e lembra os esquecidinhos.  

Para os moradores esquecidos tem ainda outra solução, facilitar o acesso para a 2ª via do boleto. A Holder possibilita o pagamento facilitado, disponibilizando o boleto no site, via e-mail e entrega em papel no condomínio. Uma ótima solução para dar mais opções para os condôminos.  

Negociação extrajudicial  

Tente sempre ter empatia e tentar entender os motivos que levaram aquele morador a não cumprir com seus débitos. Não é para abonar as dívidas, mas tentar ver possibilidade de negociação, as vezes um parcelamento ou dar maior prazo. Cumpra o seu papel como síndico, mas tente também entender o outro lado.  

Não deixe acumular  

Desde que perceber que o condômino não realizou o pagamento, corra atrás, não deixe virar uma bola de neve e ele se tornar um inadimplente crônico, geralmente considerado após 5 meses sem realizar o pagamento.  

Comunicação clara 

Sempre deixe claro para os condôminos as contas e mostre o quão importante para o condomínio é a taxa condominial. Aponte também os prejuízos que o não pagamento pode trazer para todos, isso sem falar das taxas de juros que também são um prejuízo para os inadimplentes.  

Contrate com uma empresa especializada 

Como já comentamos, ter um parceiro para solucionar a gerenciar o condomínio e prestar assessoria de cobrança, pode facilitar muito sua gestão. A Holder, enxerga as necessidades de cada condomínio e presta serviços personalizados para entregar soluções eficientes e completas.  

Com a Holder você consegue antecipar a receita de condomínios e soluções para facilitar a vida do síndico ou da administradora. Temos um time preparado para oferecer serviços com muita dedicação, segurança e seriedade.  Solicite seu orçamento e veja como podemos te ajudar.  

Role para cima