Ir para o conteúdo

 

Quando o assunto é viver em comunidade, já sabemos que alguns desafios deverão ser superados com cautela e harmonia. Não é diferente para moradores e gestores de condomínios.

Um dos maiores problemas de um síndico, hoje, é lidar com os condôminos inadimplentes. Essa questão acarreta problemas no modo geral, até mesmo para os condôminos que estão em dia com seus débitos.

A inadimplência é capaz de atrasar o pagamento das contas, impedir a realização dos serviços e manutenções essenciais, causando um enorme desfalque financeiro no caixa do condomínio.

 

Bem, nós, da Holder, fizemos este artigo para te ajudar a reduzir a inadimplência sem comprometer a privacidade e o relacionamento com os condôminos. Leia!

 

1 – Conscientize os moradores.
Conversar é a melhor maneira de resolver um problema, certo? Então, fale com os condôminos, diga que os atrasos no pagamento geram multas e põe em risco o bem-estar coletivo.

2 – Tudo tem que passar pelo conselho.

Converse com o conselho do seu condomínio e combine quando a cobrança deverá ser feita. Defina qual a melhor estratégia de negociação e, o mais importante, como abordar o inadimplente. 

3 – Seja organizado(a).

Apesar da maioria dos casos de inadimplências serem iniciados por moradores, uma gestão desorganizada, que atua sem compromisso, que atrasa na quitação de contas e que não apresenta relatórios, também pode ser motivo para o condomínio ficar mal financeiramente.

4 – Automatize as notificações.

Sabemos que um condomínio administrado por pessoas competentes, pode usufruir de muitas vantagens, como a automatização de serviços. Assim, além de evitar o desconforto em cobrar alguém, o síndico poderá confiar essa parte a um profissional capacitado.

5 – Não acumule dívidas.
Colecionar dívidas não é um hobby muito legal. Por isso, não descanse enquanto não entrar em negociação com inadimplente e encontrar uma solução.

6 – Crie uma reserva.

Quando o momento de crise vem, a salvação pode ser aquele dinheirinho que ficou reservado. Assim, os riscos serão reduzidos e o condomínio poderá ficar estável durante algum tempo, dependendo do valor economizado.

7 – Entre em contato com uma assessoria de cobrança.

Essa dica vai fechar com chave de outro o nosso artigo. Você, síndico, está prestes a subtrair suas preocupações e ficar no azul.

Atualmente, existem assessorias de cobranças especializadas para condomínios, como a Holder Cobrança, que atua com profissionalismo e coerência.

 

Conheça nossos serviços e mantenha a sua gestão livre de inadimplências!

Role para cima